Oficina de Criação de Fanzine com Prisca Paes

Do dia 17 a 22 de julho, o Viola de Bolso recebe o Projeto Quati (Quadrinhos, Educação, Traços e Imaginação). Entre as oficinas do projeto, teremos a oficina de Criação de Fanzine. Fanzine é uma publicação de baixo custo em que podem ser customizados, fotocopiados ou impressos tema variados. Existem fanzines de poesias, de ilustrações, sobre música e outros. Em 5 dias de oficina a artista Priscapaes vai mostrar as possibilidades da criação de zines através de linguagens como colagens, desenho, poesia e afins.
A oficina apresenta o objeto artístico fanzine (também conhecido como Zine) e convida as participantes aos seus primeiros experimentos dentro deste universo. Uma ferramenta empoderadora que dá voz e que é democrática. Serão explorados conhecimentos como criação, diagramação e arte final.
As oficinas serão direcionadas para o público de 10 a 16 anos e tem duração de 5 dias. As inscrições começam dia 03 de julho e acontecerá no Espaço Cultural Viola de Bolso.
Sobre a oficineira:
Graduada em Artes Plásticas pela UEMG – Escola Guignard. Mutante. Inquieta. Revoltada. Seu primeiro contato com as artes foi através Teatro. Estudou Design pelo Senai – CECOTEG. Tem muito apreço pela arte urbana, vez ou outra sai pra colar uns lambs. Tem como respiro a arte educação, já trabalhou em espaços expositivos e atualmente é educadora de artes visuais da ONG Corpo Cidadão. Integrante e fundadora do Coletivo ZiNas. É uma das criadoras e colaboradora da Casa2 – ateliê criativo. Além de idealizar juntamente com a design de moda, Lorena Santos a Criativas – feira de mulheres empreendedoras.Suas principais publicações são: “Pra Tua Presença Ausente”, “Coisas (irr)elevantes que se percebe depois dos 30”, “Profundidade” e o livro com o Coletivo ZiNas “Vidas, Quadrinhos e Relatos” resultado de 03 meses de oficinas que aconteceu em 2016 com o público negro, LGBT e surdos. Produziu também o zine Erosphobia com Day Lima. Ilustras suas certezas e, através de seus desenhos tenta se comunicar com o mundo.

 

Sobre Fanzine:

Deixe uma resposta